Mostrando postagens com marcador Kenzo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Kenzo. Mostrar todas as postagens

domingo, 19 de agosto de 2018

quinta-feira, 29 de março de 2018

🌹 Os 5 perfumes desejados da vez

Já faz muitos meses que não compro perfumes para meu próprio uso. É uma maravilha porque o dinheiro que eu gastaria com perfumes uso para outras coisas das quais realmente estou precisando, mas não pense que está sendo fácil controlar meu vício.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Colônia e body splash 1920, Água de Cheiro





Hoje quero falar sobre esses dois queridos perfumes florais atalcados que, confesso, eu nem tinha planejado comprar. Mas, quando experimentei a colônia 1920 na loja, não resisti.





Diferente de marcas que estão sempre lançando novas fragrâncias, a Água de Cheiro conseguiu se fixar no imaginário dos brasileiros apenas com seus clássicos: Absinto, Attractive, Oniric, Relic… todos inspirados em perfumes estrangeiros, só que mais suaves e mais adequados ao clima da maioria dos Estados brasileiros.



E a colônia 1920 não é diferente. Ela é sim inspirada em Flower by Kenzo, mas é um perfume floral violeta que cai bem em um dia como hoje, por exemplo: quente (31°C), seco (25%), mas parcialmente nublado.



Não tenho nenhuma amostra de Flower by Kenzo porque na época eu ainda não tinha o hábito de guardar decants de todos os perfumes, mas me lembro bem o quanto ele é intoxicante e incomoda até os vizinhos.



Também tive Red Garden, da Paris Elysees, que também é exagerado e invasivo, mais adequado com máxima de 17°C.



Mas vamos falar sobre a colônia 1920. A pirâmide olfativa divulgada no site Fragrântica cita apenas uma nota de cada camada:




  • Abertura: bergamota.
  • Meio: violeta.
  • Base: almíscar.


Mas é claro que, ao sentir o perfume, dá para notar muito mais do que isso.



Na abertura, 1920 é pungente. Sinto um acorde frutal amarelo que, além da cítrica bergamota, pode conter também pêssego, nectarina e pera. A polvorosa violeta surge em poucos segundos e vai "acalmando" as frutas. Mas a florzinha não está só. Ela veio acompanhada por um bouquet de flores brancas que pode ter lírio, gardênia e frangipani.



O corpo floral atalcado vai se fundindo à pele e deixando o cheiro cada vez mais nude, mais natural, como se minha pele obviamente tivesse cheiro de flores. "Não, não passei nenhum perfume. É só o meu cheiro mesmo." Essa é a mágica do almíscar, que está em uma versão translúcida e borbulhante que me lembra o almíscar de Musk Soft.



1920 tem um cheiro confortável que desperta ternura e o desejo de um abraço.



Se você achou que Flower by Kenzo ou Red Garden fossem um pouco "demais", experimente 1920 porque esse provavelmente está na intensidade adequada.



A projeção nas primeiras 2 horas é entre média e alta, pode variar bastante em diferentes condições de vento e umidade. A fixação na minha pele é de 12 horas ou mais. O rastro é persistente: o cheiro de 1920 "gruda" em todas as superfícies nas quais eu toco leva dias para sair.



Também é o tipo de perfume que forma uma "nuvem" em volta do corpo: mesmo quando já não é possível sentir o perfume no ponto exato da pele em que você aplicou, outras pessoas continuam sentindo 1920 "em volta" de você.



A surpreendente versão body splash







Quando eu comprei a colônia 1920 de 100 mL, tinha uma promoção incrível na loja e eu acabei levando de brinde o body splash de 300 mL. Pensei que fosse uma versão menos concentrada e mais volátil, mas me surpreendi.



1920 Body Splash é outra excelente fragrância da Água de Cheiro. É um flanker de 1920 e não tem nada de splash.



Pra começar, o "body splash" projeta muito mais e por muito mais tempo. O que me deixou boquiaberta porque geralmente é o contrário que acontece.



Já na abertura, dá para sentir algum ingrediente como cravo (tempero), coentro ou cardamomo, o que o torna mais picante e oriental.



E no acorde floral do corpo, também sinto cheiro de cravo (agora a flor), o que mantém o caráter oriental e dá ao perfume um quê de sensualidade que a colônia não tem.



A fixação do "body splash" na minha pele também passa de 12 horas. E o rastro consegue ser ainda mais grudento e um pouco mais incômodo do que o da versão colônia.



Enquanto a colônia tem uma base almiscarada e "transparente", o body splash tem um fundo oriental bem temperado.



Considero a colônia 1920 como a versão diurna e o "body splash" como a versão noturna. Lembrando que o body splash tem o triplo de perfume, vem em frasco de plástico e é mais barato.



Eu juro que não entendi essa "estratégia" da Água de Cheiro. Agora a crise da empresa até que faz sentido.



Fixa mais que Mahogany



Ainda não tive a oportunidade de testar Flower da Mahogany com calma, mas já experimentei ele várias vezes no shopping e notei que ele fixa muito menos do que 1920.



Tanto a colônia quanto a versão "body splash" de 1920 são excelentes opções de assinatura olfativa para habitantes do Brasil que buscam um floral violeta possível.



Até mais!



Segunda foto: Pixabay | Pezibear


terça-feira, 5 de julho de 2016

🌹 Perfume Flower in The Air EDT, Kenzo

Ganhei um flaconete dessa delícia floral almiscarada em uma compra na Época Cosméticos, anos atrás. Ontem eu notei que minha amostra já estava acabando, então gritei pra mim mesma: "Corre, Helen! Corre para fazer a resenha antes que acabe tudo de vez*."