09/04/2024

📰 Sobre feed rss e meus hábitos de consumo de notícias e artigos

Mulher em pé lendo o jornal

Eu trabalho na assessoria de comunicação de uma autarquia de abrangência nacional e recentemente senti necessidade de voltar a usar leitores de feed rss para conseguir acompanhar, numa única tela do computador, os sites de todas as entidades que fazem parte do mesmo sistema.

Como a maioria dos sites de notícias que gosto de acompanhar têm canais no Telegram, já fazia um tempo que eu não sentia falta dos leitores de feed tradicionais, estilo Google Reader. Mas essa demanda no trabalho me fez retomar meu interesse por esses agregadores.

Há 10 anos, fiz uma lista de leitores de feeds e, para minha surpresa, muitos deles ainda funcionam, apesar de visivelmente abandonados, oferecendo, por exemplo, opção de compartilhamento de notícias no Google Plus e no Delicious. Mas todos têm limites de feed no plano grátis, por isso optei por usar recursos que salvam minhas configurações no próprio navegador e não na nuvem do provedor do serviço.

Os navegadores que uso, tanto em casa como no trabalho, são Edge e Opera GX. No Opera GX, a primeira solução é o leitor de feeds do próprio navegador, que se chama Notícias Personalizadas e pode ser acessado pelo atalho: opera://news/ se você estiver usando alguma versão do Opera.

Apesar de ter uma única opção de personalização: lista ou grade, como mostra a seta na imagem abaixo; tem um leiaute agradável e serve muito bem para saber as notícias mais recentes dos sites que escolhi.

Notícias personalizadas

Já no navegador Edge, escolhi um recurso que imita o antigo leitor de feed do Opera. Irônico, mas é isso mesmo. A extensão se chama The RSS Agregator e está disponível na Chrome Web Store, sendo compatível com todos os navegadores desktop que usam webkit, o que inclui, por exemplos, Chrome, Chromium, Edge, Opera e Vivaldi.

No trabalho, configurei apenas os feeds relacionados à entidade e também o da Agência Brasília, que me avisa coisas importantes da cidade como interdições no trânsito e campanhas de vacinação. Em casa, me deu vontade de expandir o uso e importar também o pacote OPML que eu já tinha aqui guardado:

Milhares de feeds

Observe que eu seguia zilhões de sites sobre os mais diversos temas que me interessavam quando eu tinha 20 e poucos anos: perfumaria, ciclismo urbano, gatos de estimação, Android, jogos, Linux e o escambau. Fiquei frustrada por perceber que não dava para aproveitar nada desse OPML, mas fiquei aliviada por ter mudado muito minha forma de consumir conteúdo.

Antigo Google Reader

Não que eu estivesse errada, meu hábito estava perfeitamente adequado àquele contexto. Sem dinheiro para outros hobbies e atividades de lazer, o computador e a internet supriam essa demanda, então ler notícias e artigos sobre todos esses assuntos, e depois compartilhar no meu próprio blog o que eu achava interessante, era uma das minhas principais diversões.

Lembrando que, na época, o que chamávamos de “banda larga” fazia com que assistir a um vídeo no YouTube fosse uma prova de resistência. Logo, isso foi muito antes do meu hobby de assistir séries e filmes de streaming. Sem falar nas outras atividades que só passei a praticar regularmente vários anos depois.

De 2010 pra cá, meu desejo de consumir informações sobre assuntos diversos diminui cada vez mais. Busco aquilo que preciso saber no momento. Gosto de acompanhar a agenda cultural da cidade, para não perder nenhuma exposição ou apresentação bacana; o site de notícias do governo, que já citei acima; de vez em quando entro no G1 Goiás, no G1 Distrito Federal; sigo canais de sites de tecnologia, filmes e séries no Telegram e tudo que citei neste parágrafo é o suficiente pra mim.

Também não assino mais feeds por e-mail. Já foi muito prático acompanhar sites assim, mas hoje não combina mais com meus hábitos. Mas sei que muitos leitores do Meu Tédio acham bem prático receber as atualizações assim, então aviso que agora usamos o Follow It para entregar feed por e-mail.

Para quem usa Telegram, é possível acompanhar o feed do blog pelo canal Meu Tédio. Quem ainda usa Tumblr, também pode seguir o blog lá no endereço www.helenfernanda.blog. E para quem é old school, o endereço do feed para agregadores é https://www.meutedio.com/feeds/posts/default.

Até mais!

Pix meutedio arroba mail ponto com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são moderados pela autora do blog.